Saltar os Menus

Edifício Aberto para todos

Percurso Acessível

Convictos da importância da promoção da acessibilidade, enquanto imperativo de cidadania, e conscientes do longo caminho a percorrer, o CPF disponibiliza o Percurso Acessível, documento que identifica os espaços físicos acessíveis ao público com mobilidade reduzida, com o objetivo de facilitar a visita ao Edifício da ex-Cadeia e Tribunal da Relação do Porto.

Todas as áreas visitáveis e de serviços são acessíveis: o Centro de Exposições, que inclui o Núcleo Museológico António Pedro Vicente, em todos os Pisos, a Loja no Piso 1 e a Unidade Informativa/Biblioteca Pedro Miguel Frade e a Secretaria, no Piso 2.

O Percurso Acessível é o seguinte:

Entrar no CPF

No exterior do edifício, tem uma rampa de acesso do lado esquerdo, em pedra de granito com 2,58 x 1,08.
A entrada e saída do edifício faz-se através de duas portas de vidro com 1,30m de largura cada uma, com abertura para o exterior.

Mover-se no CPF

No 1º piso, temos o Centro de Exposições e a Loja.
O acesso ao Pátio dos Presos é feito através de uma plataforma de escada fixa Modelo T-100, para vencer o desnível de 9 degraus, com capacidade para 1 pessoa e 225 kg.
Existe WC próprio, neste momento inactivo (sem previsão de reabertura), e babyminder.
Nas enxovias de Santa Ana, Senhor de Matosinhos e de Santa Teresa o acesso está assegurado, bem como na Loja.
Nesta data, não são acessíveis a Enxovia de Santo António, o Átrio e a Sala Aurélio da Paz dos Reis.

No 2º piso, temos o Centro de Exposições, a Unidade Informativa/Biblioteca Pedro Miguel Frade e a Secretaria.
O acesso ao 2º piso pode fazer-se por 2 elevadores, e depois está assegurado às áreas mencionadas:
– Elevador – 630 kg, 6 pessoas, largura de 80cm;
– Elevador monta-cargas – 800 kg, 10 pessoas, largura de 79cm;
Neste momento, o acesso ao Átrio e à Sala do Tribunal, está condicionado por um desnível de 24,5cm.

No 3º piso, temos o Núcleo Museológico António Pedro Vicente do Centro de Exposições.
O acesso ao 3º piso pode fazer-se pelos mesmos 2 elevadores. Regista-se um pequeno desnível de 3cm no acesso ao Núcleo.

 

A primeira experiência do Percurso Acessível do CPF foi efetuada no dia 16/10/2013 com visitantes da Aspace Bizkaia em parceria com a Waterlily – turismo especializado. A mesma encontra-se documentada em imagens na página do Centro Português de Fotografia no facebook.

 

Bengaleiro para visitantes

Última Actualização: 16 de Julho de 2015