Saltar os Menus

Coleção Nacional de Fotografia

Origens

No âmbito da Comemoração dos 150 anos da descoberta da Fotografia, no ano de 1989, e na ausência de um museu de fotografia em Portugal, a então Secretaria de Estado da Cultura, convida o Professor Doutor Jorge Calado, com antecedência de um ano, a formar uma significativa coleção de fotografia. Em pouco tempo, seriam reunidas 346 imagens representando o trabalho de 98 fotógrafos.
Quando o Ministério da Cultura decide criar o Centro Português de Fotografia em 1997, parecia fazer todo o sentido que a coleção fosse entregue a este novo organismo. Assim, nesse mesmo ano, o Estado e a Fundação de Serralves (entidade comodatária) assinam um Termo de Restituição de Obras que confere ao CPF a responsabilidade pelo seu levantamento com vista à integração naquela a que passaria a denominar-se “Coleção Nacional de Fotografia”.
Na prossecução da sua missão, o CPF foi acrescentando à coleção um número significativo de imagens, de fotógrafos portugueses e internacionais, bem como fotografia histórica, vários álbuns e fototipias. Privilegiaram-se as aquisições de fotografias portuguesas, procurando-se adquirir corpos de imagens que permitissem representar significativamente os autores e facilitar a organização de exposições temáticas para itinerâncias várias.
Em 2006, a Coleção Alcídia e Luís Viegas Belchior é adquirida por compra e integrada na Coleção Nacional de Fotografia, fator que em muito contribuiu para o seu aumento e valorização.

Atualidade

Hoje em dia, a Coleção Nacional de Fotografia, permite compreender os diferentes processos fotográficos e movimentos surgidos ao longo do tempo, sendo constituída por 7513 documentos fotográficos devidamente inventariados e catalogados. A coleção acaba por contar uma história e constituir uma história. Através dela, conseguimos compreender o surgimento, a evolução e obter um quadro completo da própria história mundial da fotografia.
Trata-se de um conjunto único de documentos que tem sido promovido, valorizado e tratado por técnicos especializados e em condições ambientais específicas para documentos fotográficos, assegurando assim a adequada guarda e conservação do património fotográfico português.

Última Actualização: 15 de Março de 2017